New Release!

_DSC0102-1(edit) copy

EP saxcretino // André Borges

Saxcretino é uma mangueira de 1.2m de comprimento com uma boquilha de saxofone numa extremidade e a parte superior de uma garrafa PET na outra. Saxcretino também é o meu pseudônimo, a minha maneira de tocar saxofone e o título do EP.

As faixas são inspiradas no ser humano do tempo presente, no que sinto, vejo e ouço. Mais especificamente, são fragmentos do que sinto como ser vivo, pulsante e sonoro nas faixas 2 e 3 e 5 (1Ziriguid1, Comin’ Back in 5 e Samba de Vento) e do que vejo e ouço como ser social, nas faixas 1 e 4 (Da loja Pro Lixo e Sofá e TV).

Sem ter compromisso com perfeição técnica, pureza estética ou sonoridade específica, as 5 faixas expressam a combinação entre instrumentos não convencionais e instrumentos tradicionais da música ocidental numa linguagem popular com células rítmicas em combinações não habituais. Os instrumentos microtonais utilizados na gravação foram produzidos por mim com material encontrado no lixo e são inspirados nos instrumentos  não-nobres do de-compositor Anton Walter Smetak.

Com produção não ortodoxa, o projeto teve os saxofones (tenor, alto e soprano), vozes, berimbau com cabaça de papel machê, instrumentos microtonais de sopro e percussão (cylindrol, saxcretinos, flautas caboclo, boréu, tambor de mola), o meu coração e a minha respiração gravados em casa, tendo eu assumindo simultaneamente as funções de técnico de gravação e músico ao estilo “faça você mesmo”, o que só foi possível com o suporte dos recentes avanços tecnológicos na área de produção musical. Também preparei os loops de percussão tradicional brasileira, bateria eletrônica e instrumentos de base com  samples e controlador MIDI. Contei com a participação local de Fernando Machado no violão na faixa “Samba de Vento” e a participação intercontinental de Nancy Viegas nos vocais em “1Ziriguid1. Utilizei um sax alto Yamaha YAS 25 e um Buescher, ambos com uma boquilha Dukoff M6 alterada com cimento odontológico, um sax tenor Yamaha YAS 275 com boquilha Otto Link Super Tone Master n.8 e um  sax soprano Pierret com uma boquilha bari n.6 e palhetas Rico Royal n.3. O som do coração foi captado através de um hibrido entre estetoscópio e microfone condensador desenvolvido por mim para performances ao vivo com os sons internos do corpo humano.

Texto: André Borges

Foto: Rafael Ribeiro

Download: www.selonetlabel.bandcamp.com/album/saxcretino

Find out more about the artist at www.saxcretino.com

Padrão

Nunada

Nunada: Encontros de Improvisação Livre

O Sê-lo! é uma netlabel que trabalha com artistas de música experimental ou que estejam testando os limites dos formatos de música mais conhecidos.
Apesar do termo experimental não definir estilisticamente qualquer obra, há de se notar que, no Brasil, artistas independentes cada vez mais se interessam por caminhos menos óbvios de composição e improvisação.
Percebendo que em Salvador há um número considerável de músicos com esse perfil, o Sê-lo! propõe a partir de agosto o encontro Nunada, cujo a idéia é reunir pessoas interessadas nessa tal música experimental com ênfase na improvisação livre.
As sessões de improviso serão gravadas e lançadas pelo Sê-lo! acompanhadas de material gráfico.

Na estréia teremos a participação do experimentador Guilherme Darisbo (RS).

 

14011775_1043098932434448_1477470373_n

Padrão

Art Talks

Art Talks é uma série de palestras e oficinas realizada pelo Sê-lo! Netlabel, desta vez em parceira com a Plataforma LARGO e Flotar, contando ainda com o apoio do Teatro Vila Velha.

Programação:

15-07 RADIOARTE :: Palestra com Janete El Hauoli e José Augusto Mannis + Mostra

Para a sua abertura, nada menos que dois especialistas em arte sonora e práticas expandidas de rádio: Janete El Haouli e José Augusto Mannis. Os pesquisadores estarão no Cabaré dos Novos do Teatro Vila Velha, compartilhando com o público soteropolitano suas múltiplas experiências na área, a partir da questão “ O que significa fazer Rádio hoje”?

Na ocasião, irão mostrar a recente peça ‘sound-piece: in memoriam Decio Pignatari’, composta por ambos, a convite do compositor espanhol Jose Iges para a ORF Kunstradio Radiokunst (Áustria), premiada no Concurso Internacional de Rádio, Mexico, 2014. Em seguida, daremos prosseguimento ao encontro com uma mostra de radioarte com peças de produtores de São Paulo, Bahia, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Sintoniza!

16-07::::::: Palestra
EM BUSCA DA VOZ-MÚSICA DE DEMETRIO STRATOS, por Janete El Hauoli + Performance INVOCAÇÕES – Lançamento do Cd de ORLANDO PINHO

No dia 16/07, sábado, a pesquisadora Janete El Haouli fará uma palestra sobre a voz-música de Demetrio Stratos, e sua contribuição para a música vocal do séc. XX. Janete El Haouli é autora do livro Demetrio Stratos: em busca da voz-música, publicado na Italia (1999), no Brasil (2003) e Mexico (2006). Os participantes terão o privilégio de conhecerem uma das mais perturbadoras e importantes personalidades da música contemporânea: Demetrio Stratos, cantor e performer egípcio-grego-italiano, falecido em 1979, cuja obra permanece como uma das mais ricas investigações sobre a voz no século XX.

Em seguida, Orlando Pinho e convidados conduzirão uma performance vocal coletiva, a partir do seu disco “Invocações”, lançado em dezembro de 2015, pelo Sê-lo! Netlabel. Neste dia estaremos lançando as edições fìsicas do CD, produzido por Heitor Dantas e com arte de Caio Araujo, a partir das fotos de Nathalia Miranda.

Sobre os palestrantes:

Janete El Hauoli
Musicista, radioasta, artista sonora, produtora cultural e professora na Universidade Estadual de Londrina-UEL, Departamento de Música e Teatro (1981_2011). Graduada em Música (piano), mestrado em Ciências da Comunicação e doutorado em Artes, ambos pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-doutorado pela Escola de Musica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Criou e coordenou o programa radiofônico ‘Música Nova – rádio para ouvidos pensantes’ (1991_2005); o ‘Núcleo de Música Contemporânea’ (1993_2008), além de dirigir a Rádio UEL FM (2001_2005), a Casa de Cultura da UEL (2007_2010) e o Setor de Informação e Comunicação do Centro Cultural São Paulo (2012). Criou e dirige o espaço cultural TOCA : arte ação criação em Londrina, desde fevereiro de 2013.Idealizou, coordenou e participou de atividades pedagógicas, de criação e de pesquisa na área da experimentação vocal, da arte radiofónica e da ecologia sonora, apresentando-os em congressos, fóruns, bienais e encontros nacionais e internacionais. Publicou artigos sobre rádio, paisagens sonoras, ecología sonora e o livro-CD ‘Demetrio Stratos: em busca da voz-música’ na Itália em 1999 (5ª edição), no Brasil (2003) e no México (2006). Desenvolveu projetos comissionados de criação radiofônica para a WDR de Colônia (StratoSound) e DeutschlandRadio de Berlim (Brasil Universo). Estes e outros trabalhos foram apresentados na Finlândia, Rússia, Itália, Suíça, México, França, Uruguai, Espanha, Portugal, entre outros. Integra o Collectif Environnement Sonore (France,
Suisse).

José Augusto Mannis (1958 – São Paulo, Brasil)
Compositor, performer eletroacústico, sound designer, professor universitario, pesquisador. Suas composições abrangem os mais variados gêneros: música instrumental, eletroacústica, trilhas para vídeo, cinema, teatro, criações radiofônicas e instalações multimeios. Idealizou e implantou no Brasil o Centro de Documentação de Música Contemporânea (Unicamp) em cooperação com o Centre de Documentation de la Musique Contemporaine – Cité de la Musique, França (Radio France, SACEM e Ministério da Cultura da França). Desenvolve pesquisas no campo da música, acústica, engenharia de áudio e da ciência e tecnologia (acústica e ciência da informação) aplicadas à música, incluindo biblioteconomia (catalogação de documentação musical em sistemas automatizados (Z39.50), acústica de salas (autor de tecnologia patenteada e licenciada pela Unicamp), e bioacústica (dispositivo multicanal de registro sonoro e métodos análise do sinal). Estudou na Faculdade de Engenharia Industrial – FEI, no Instituto de Artes da UNESP, Conservatório Nacional Superior de Música de Paris, Universidade de Paris VIII (mestrado, 1997) e Unicamp (doutorado, 2008) onde ensina composição, contraponto, áudio e acústica. É membro da Academia Campineira de Música, Audio Engineering Society – AES, Sociedade Brasileira de Acústica – SOBRAC, Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música – ANPPOM, Associação Brasileira de Educação Musical – ABEM, Sociedade Brasileira de Computação – SBC e Aliança Francesa de Campinas.

Serviço: Art Talks

15/07 // Palestra Radioarte, com Janete El Haouli e José Augusto Mannis, das 14:30 as 16h + Mostra de Radioarte, das 16:30 as 18h. Local: Cabaré do Novos, entrada livre. Não é necessária inscrição prévia.

16/07 // Palestra: “Demetrio Stratos: em busca da voz-música”, com Janete El Haouli (14:30 as 16:00) + Performance: Invocações, com Orlando Pinho e convidados (17 as 18h). Sla João Augusto, Teatro Vila Velha. Para convidados.

 

Art Talks 1     Art Talks 2

Padrão

Tabuão, Feira de Impressos

Estaremos expondo CDs, camisas, cartazes e zines nessa feira incrível.

Mobilizar a produção e divulgação de impressos criativos por meio de um trânsito entre técnicas antigas e novas. Explorar as inúmeras possibilidades impressas que temos para apresentar um produto, cativar o leitor, transmitir uma mensagem, uma imagem, ou até, quem sabe, um silêncio.

Os idealizadores | A Sociedade da Prensa e o Movimento Contínuo são dois coletivos formados por artistas baianos. Em abril de 2015, estiveram juntos na realização da 1o Feira de Publicações Independentes, que aconteceu durante o 2o Festival de Literatura e Ilustração da Bahia. A Sociedade da Prensa é um ajuntamento coletivo curioso em soluções gráficas artesanais e técnicas de impressão em atuação na cidade desde 2013. Os artistas Flávio Oliveira, Laura Castro e Tiago Ribeiro compõem esse ajuntamento. A Movimento Contínuo é uma editora criada pela educadora e ilustradora baiana Flávia Bomfim. A Movimento Contínuo dedica-se à publicação de ensaios fotográficos e narrativas ilustradas. Promoveu duas edições do Festival de Ilustração e Literatura da Bahia.

Esta é a TABUÃO – Feira de Impressos que acontece em Salvador nos dias 9 a 12 de junho, no Palacete das Artes, na Graça.

Para saber mais acesse o facebook da feira.

13406941_1742873469257644_4765812806299404369_n

Padrão